Atividades foram voltadas para o fortalecimento da educação e dos direitos territoriais quilombolas

Buscando fortalecer a educação e os direitos territoriais quilombolas, professores quilombolas da Rede Estadual de Ensino participaram de importantes atividades voltadas para a temática. A agenda aconteceu nos dias 15 e 16 de maio no Distrito Federal, em Brasília. Os professores marcaram presença em oficinas e reuniões com foco na educação e na gestão territorial, além de participarem da segunda edição da marcha Aquilombar, que reuniu milhares de quilombolas de todo o País.

No primeiro dia do encontro, os professores participaram de uma oficina sobre a Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental Quilombola, que foi realizada no Instituto Socioambiental.  Em seguida, foi administrada uma reunião no Ministro da Educação (MEC), dentro da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos (SECADI). Durante a reunião, foram discutidos o lançamento da prática Nacional de Equidade, Educação para a Relações Étnicos-Raciais, Educação Escolar Quilombola e os desafios para o direito à educação nas comunidades quilombolas no Brasil.

“Enquanto Secretaria de Educação, compreendemos a importância da participação de professores em espaço de troca de experiência com a ida ao Ministério da Educação e a participação no maior encontro dos quilombos no Brasil. É de extrema relevância para formação dos professores quilombolas, pois isso alimenta suas práticas em sala de aula”, frisou Romero Almeida, Gerente de Educação Escolar Quilombola.

O segundo dia foi marcado pelo Aquilombar, o maior evento quilombola do País. O tema deste ano foi “Ancestralizando o Futuro” e teve como objetivo explorar as conexões entre passado, presente e futuro, destacando a importância das raízes culturais na construção de um amanhã mais inclusivo e sustentável. O evento também marcou uma grande marcha dos participantes que se dirigiram até o Congresso Nacional. Esta foi a segunda edição do evento, que contou com a presença de milhares de quilombolas de todas as regiões do Brasil.